Sexta-feira, 5 de maio de 2017 às 9:45 em notíciascatolicas.com.br
7.000 estudantes pela paz com o Papa no sábado

“Entrarão nas principais instituições nacionais e realizarão um laboratório de paz. Darão vida a uma grande manifestação contra as guerras, a violência e a indiferença na Praça do Campidoglio. E por fim, participarão de um extraordinário encontro com o Papa Francisco”.

Com estas palavras o Comitê organizador explica o Encontro das Escolas pela Paz, Fraternidade e o Diálogo intitulado “Protejamos a nossa casa”, que terá lugar em Roma nos dias 5 e 6 de maio, reunindo 7 mil estudantes e professores, além de jornalistas, administradores locais, pais e expoentes da sociedade civil de toda a Itália.

O ponto alto, será o encontro na manhã de sábado na Praça São Pedro com o Papa Francisco, que inspirou o título do encontro. Também a destacar a manifestação pela paz na tarde de sexta-feira na Praça do Campidoglio.

“Em um mundo – explica Flavio Lotti, coordenador do encontro – em que todos os dias se multiplicam as tragédias de vidas humanas, cresce o perigo de novas guerras, se agravam as divisões e se levantam novos muros, a escola italiana será protagonista de uma grande manifestação pela paz”.

“Será um grande evento de uma escola diferente daquela que aparece nos episódios de descuido, violência, boatos e polêmica política, explica. Uma escola feita de professores e dirigentes escolares que procuram educar os próprios estudantes para a paz e a cidadania “glocal”, mas também das entidades locais e associações que investem nos jovens e na escola”.

O encontro em Roma – sublinha Lotti – “é fruto de uma original aliança educativa que conta com a colaboração de tantas escolas, famílias, associações, instituições locais e nacionais.

COMENTÁRIOS
Tradutor / Translator